Make your own free website on Tripod.com

EVENTOS HISTÓRICOS NA OBRA DA RESTAURAÇÃO

 

    O Senhor Deus falou ao profeta Daniel, sobre as palavras que ficariam fechadas até o tempo do fim. (Daniel 12:9).

    O Senhor falou pela boca do profeta Isaias, que toda visão seria como as palavras de um livro selado que ninguém conseguiria ler, mas Deus continuaria fazendo uma obra maravilhosa e um assombro, de maneira que o seu povo veria a sua obra e santificaria o seu nome, e, os murmuradores aprenderiam a doutrina. (Isaias 29:10-24). Aqui o profeta estava falando de continuar uma obra já começada: que é a intervenção divina no fim dos tempos.

    Desta obra falou também o apóstolo Paulo, quando disse: "Porque o Senhor executará a sua palavra sobre a terra, completando-a e abreviando-a" (Romanos 9:28). Da mesma obra falou também o apóstolo Pedro no dia de Pentecostes, quando houve o derramamento do Espírito Santo, e todos começaram a falar em línguas estranhas. Todos que viram esse acontecimento ficaram pasmados. Foi quando cheio do Espírito Santo, começou a falar que estava se cumprindo a profecia do profeta Joel, que disse: "E há de ser que depois derramarei o meu Espírito sobre toda a carne, e os vossos filhos e vossas filhas profetizarão, os vossos velhos terão sonhos, os vossos mancebos terão visões". (Joel 2:28).

    Pedro estava fazendo menção da palavras do profeta Joel que estava se cumprindo naquele dia; e ele pelo Espírito Santo, confirmou esta profecia para o tempo do fim.

    Assim disse ele: "E nos últimos dias acontecerá... PROFETIZARÃO..., TERÃO SONHOS..., TERÃO VISÕES". (Atos 2:17). O Espírito Santo estava falando pela boca do apóstolo, que no tempo do fim (últimos dias), haveria o grande derramamento do Espírito Santo, sobre os crentes de todas as nações, e não somente sobre os israelitas, mas sobre toda a carne.

    Pedro disse: Nos últimos dias acontecerá. Esses últimos dias (tempo do fim), foram anunciados pelo mesmo apóstolo, como sendo: TEMPOS DA RESTAURAÇÃO DE TUDO.

    Pedro anunciou a restauração de tudo e a segunda vinda do Senhor Jesus Cristo, dizendo: "O qual convém que o céu contenha até aos tempos da restauração de tudo, dos quais Deus falou pela boca de todos os seus santos profetas, desde o princípio". (Atos 3:21).

    A escritura predisse a restauração de todas as coisas, para este tempo do fim. O presente século marcou o início do tempo do fim, cumprindo assim as palavras do apóstolo Pedro que disse: NOS ÚLTIMOS DIAS... PROFETIZARÃO. O Espírito Santo falou em profecia na cidade de Chicago "Illinóis", no dia 22 de abril de 1908, usando uma pessoa consagrada na Congregação Cristã de Chicago. Citaremos aqui um parte da profecia do Espírito Santo, assim falou o Senhor: "Quando a minha Igreja se desviou, foi então que fechei a porta à minha glória. Não tomeis como leviandade porque o tempo é breve, não sejais indiferentes porque eis que eu logo venho; os reinos caem, as repúblicas oscilam, as monarquias vacilam, eis a mudança do tempo".

    Logo a seguir a esta profecia do Espírito Santo, veio a primeira guerra mundial, a queda do Império russo com o advento do bolchevismo materialista, a multiplicação da ciência, a segunda guerra mundial e a apostasia geral da Igreja.

    Deus marcou a história com os TEMPOS DA RESTAURAÇÃO, de acordo com a escritura, sinais notórios se manifestariam como evidência da restauração de todas as coisas na terra. O texto de Atos 3:21, estava esquecido neste século, Deus começou dando um sinal de repercussão universal; a restauração do Estado de Israel em 14 de maio de 1948, na terra prometida.

    A profecia bíblica chama a si o conjunto de outras profecia no mesmo sentido, pois diz que Deus falou pela boca de todos os seus santos profetas  desde o princípio.

    Vemos que, tendo Deus começado a restauração de Israel neste século, começou também pouco tempo depois a restaurar a Igreja ao nível doutrinário primitivo. No princípio da década de 1960, houve no Brasil um grande avivamento espiritual. Esse acontecimento começou nas Igrejas Batistas, passando depois a outras denominações evangélicas; nessa época Deus usou como instrumento o Pastor José Rêgo do Nascimento, que através do seu livro CALVÁRIO E PENTECOSTES, e um programa na Rádio Inconfidência de Belo Horizonte (MG), conseguiu abrir os olhos de muitos crentes, sobre o batismo com o Espírito Santo, aquilo que era um escândalo para os Batistas, passou a ser o principal assunto em debate entre eles, porque muitos crentes recebiam o glorioso batismo com Espírito Santo e falavam em línguas estranhas. Nessa época, muitas Igrejas em vários Estados do Brasil, foram despertadas ara a realidade desta doutrina bíblica e, quanto mais alguns Pastores Batistas faziam pressão contra a doutrina, mais os crentes eram despertado pelo Espírito Santo. Muitas Igrejas começaram a buscar esta grande benção, entre elas estava também a Igreja Batista Monte Carmelo, em Bonsucesso, no Rio de Janeiro, juntamente com o seu Pastor Magno Guanais Simões. A dita Igreja e o seu Pastor, foram vítimas de muitas crítica, da parte dos irmãos da mesma denominação. O Pastor sendo criticado, revidou enviando uma circular à Ordem dos Ministros Batistas, denunciando a apostasia na denominação. A Igreja estava sendo criticada somente por causa do batismo com o Espírito Santo e a saudação com a Paz do Senhor, pois as demais doutrinas, assim com: LAVA PÉS, O ÓSCULO SANTO, O USO DO VÉU E O TRAJE DECENTE; estas doutrinas não haviam sido reveladas.

    O que estava acontecendo nas Igrejas era uma coisa extraordinária, principalmente na Igreja Batista Monte Carmelo, em Bonsucesso, no Rio de Janeiro. A presença de Deus era sentida de maneira maravilhosa; havia em cada um o desejo ardente de orar; o temor de Deus estava ligado aos corações, de tal maneira que eram muitas vezes acusados de fanáticos, porque as conversações giravam sempre em torno de Obra de Deus. Muitos irmãos de várias denominações evangélicas, se uniram a esse grupo; outras Igrejas foram organizadas, e os crentes que estavam envolvidos nessa tão grande benção, não sabiam o que Deus queria revelar para o seu povo, nem de longe pensavam que o Senhor Jesus restauraria na sua Igreja, as doutrinas bíblicas que estavam esquecidas. É importante observar que nesse tempo, muitos ainda tinham em si o orgulho denominacional; mas no dia 06 de agosto de 1962, a boca do Senhor deu o primeiro toque sobre a denominações evangélicas, dizendo: "A minha Igreja é uma só, não olheis para as denominações".

    No dia 14 de outubro de 1962, a boca do Senhor deu o segundo toque, dizendo: "NÃO É DENOMINAÇÃO QUE VALE; registra agora, É O SANGUE DO MEU FILHO QUE VALE; onde está outro fundamento?".

    No dia 21 de outubro de 1962, o Senhor falou à Igreja sobre a Obra, e disse: ... "É RESTAURAÇÃO".

    No dia 24 de novembro de 1962, a boca do Senhor deu o terceiro toque sobre as denominações, dizendo: "EIS QUE EU DERRUBAREI UMA POR UMA".

    No dia 31 de março de 1963, o Senhor falou que acabava de rasgar o véu da separação que estava no meio do seu povo, que é o preconceito denominacional. Assim falou o Senhor: "Meus servos, meus servos, cuidado! Não entendeis a minha Obra? EIS QUE TENHO RASGADO O VÉU, é meu Espírito, eis que rasgo o véu diante do meu povo, por que não recebeis aqueles que tenho chamado? Não respeiteis os homens. Dá ouvido, meu servo, a quem darei a minha bandeira? Queres que eu tire da tua mão? EIS QUE LEVANTO AGORA! Aceitai todos aqueles que são chamados; eis que rasgo o véu, não terás, meu servo, mais aquilo que se chama de separação. EIS QUE UNO COM MEU SANGUE, É O SANGUE DO MEU FILHO, não terás denominação. Eis que rasgo agora com minha mão, eis que os anjos cantam! Eis que rasgo agora, não terás mais domínio dentro da minha casa, sou eu que falo contigo, agora tu entendes o que falo? Eis que vos amo, eis que agora faço conserto eterno, eis que tenho te levantado para a Obra, esta Obra é minha e não tua. O zelo da minha cada devorará, eis que estou convosco para sempre, eis que minha paz vos deixo".

    Em abril de 1963, o Senhor ordenou que fosse comunicado a todas as Igrejas, que foi rasgado o véu da separação entre o povo de Deus.

    No dia 15 de junho de 1963, Deus exigiu em profecia que suas servas se cobrissem com véu, como está na Bíblia.

    No dia 11 de julho de 1963, a Igreja em Bonsucesso entregou à aliança Batista Mundial, na pessoa de seu então presidente, Pastor J.F. Sorem, o documento universal informando às denominações evangélicas que o Senhor havia rasgado o véu da separação, existente no meio do seu povo, isto é, as denominações.

    A cópia do dito documento foi entregue à confederação Evangélica do Brasil, no dia 30 do mesmo mês.

    No dia 21 de outubro de 1963, Deus falou ao Pastor da Igreja, dizendo: "Prepara a minha Igreja para que vos saudeis com a saudação santa da minha palavra: A SAUDAÇÃO É PROCESSADA NAS MÃOS".

    No dia 31 de maio de 1964, estavam reunidas várias Igrejas à beira do rio em Guapimirim (RJ), para realizarem batismos, quando o Senhor decretou que os batismos seriam realizados somente em rio, e disse mais: "EIS QUE TOMO O JORDÃO COMO TESTEMUNHA". Naquela mesma hora um irmão viu em visão teofânica, um grande tanque e um anjo desceu do céu com uma marreta e o despedaçou.

    No dia 06 de junho de 1964, o Senhor decretou a ordenança do LAVA PÉS, após a CEIA, como está na Bíblia.

    No dia 27 de junho de 1964, em uma reunião de obreiros com a Igreja no Arpoador (RJ), Deus decretou através de profecia, a saudação com ósculo santo, como está escrito na Bíblia.

    No dia 06 de setembro de 1964, Domingo, o Senhor disse: ESTE É O MEU DIA, para meu louvor, por que é o tempo da graça, não é Sábado, é a graça.

    No dia 27 de dezembro de 1964, o Senhor tirou do ESTUDO BÍBLICO nas Igrejas, o termo: DOMINICAL, e mandou pôr: ESCOLA BÍBLICA.

    Em abriu de 1966, Deus revelou por meio de visões e profecias, que o comprimento das vestes das suas servas, é no meio das canelas, assim sendo, mesmo que o mundo use mais curto ou mais longo, par a Igreja já está ordenado o comprimento do traje que a Bíblia chama de TRAJE HONESTO, COM PUDOR E MODÉSTIA, (I Timóteo 2:9), mas a obra de Deus não parou aqui, o Senhor continuou usando os seus vasos, os profetas, e logo começou a usar profeta DORMINDO, isto é, o Senhor Deus dá o sono ao profeta e o usa em profecia. Durante o tempo em que a pessoa está profetizando, ninguém consegue acordá-la, nem mesmo com açoites.

    O primeiro vaso a ser usado neste ministério foi a irmã Helena Coelho de Souza. O senhor a usou neste ministério (profetizar dormindo), durante quatro anos, ela faleceu no dia 25 de agosto de 1969, mas o Senhor continua vivo, e levantara no mês de fevereiro do mesmo ano, o irmão Ananias Fontes Sindlas, no mesmo ministério de profetizar dormindo. foi aí que muitos Pastores, inclusive o Pastor Magno Guanais Simões, o então presidente da Ordem dos Pastores, fecharam os corações para esse tão grande ministério que Deus revelou na sua estranha Obra. Porque nesse tempo alguns estava dizendo que, dois Pastores, seriam as duas testemunhas do Apocalipse; mas Deus falou pela boca do profeta (dormindo), que isso era um arranjo de homens; Ele, o Senhor, nunca havia falado assim, começaram a perseguir, blasfemando, caluniando r zombando do profeta e daquele que criam nesta operação, o que mais foi perseguido foi o Pastor Jair Rosa da Conceição, porque o irmão Ananias (que profetizava dormindo), era membro da sua Igreja, a Igreja que está em Acari - RJ. Foram muitas as perseguições contra o profeta e contra o Pastor Jair. Os Pastores o insultaram, desligaram-no da Ordem dos Pastores e a sua Igreja também desligada da unidade das Igrejas, mas o Senhor continuou abençoando a Igreja em Acari e o Pastor Jair Rosa da conceição que em um gesto de coragem e fé defendia a voz de Deus.

    O Pastor Magno Guanais Simões, que tanto havia sido usado por Deus com ciência celestial, agora se levantava contra a voz do Deus todo poderoso, por que? Porque o profeta profetizou (dormindo), que ele esta em pecado, e era verdade. Sem que ninguém soubesse, o Senhor havia colocado o Pastor Jair a frente de sua grande Obra na terra.

    Enquanto os perseguidores caluniavam e mentiam, Deus fechou a boca de todos os seus profetas, e continuou usando o irmão Ananias; todos os perseguidores foram punidos pelas mãos de Deus; o que aconteceu é que alguns morreram, outros apostatando-se desviaram da fé, e muitos foram encostados em um montão.

    Ficaram confusos, dando ouvidos a espíritos enganadores, e a doutrinas de demônios, pobres e infelizes! Foram enganados.

    Não compensa dizer quais forma as heresias que chegaram a praticar, tais como, guardar o Sábado, ter barbas crescidas, etc...

    O Senhor havia dito, em uma reunião de obreiros na Igreja em Bonsucesso, no dia 27 de Julho de 1968: "Quereis contender comigo? Levantai-vos e sereis dispersos, TODOS OS QUE QUISEREM PORFIAR COM O MEU ESPÍRITO FICARÃO ENCOSTADO AO MONTÃO". Ainda que em um vale árido eu recolherei o meu rebanho. Tudo começou a acontecer no ano de 1971, quando eles se levantaram contra a voz de Deus através deste mistério (o profeta profetizar dormindo), Deus deixou que eles caminhassem sem a sua orientação.

    Depois da morte do Pastor Magno Guanais Simões, os outros Pastores que nos perseguiam, reuniram-se, combinaram que o pão para a Ceia do Senhor, teria que se sem sal e sem azeite, logo após os dias que fizeram isso, o Senhor usou o seu profeta (dormindo), e disse: "QUEBRARAM O MEU CONSERTO, FICARÃO SE A MINHA ORIENTAÇÃO", (por isso é que se usa dizer, que alguém pertence ao conserto quebrado. O Pastor que levantou a tese que o pão para ser asmo não poderia ter sal nem azeite, dentro de pouco tempo o Senhor ceifou-lhe a vida.

    O grande mistério de profetizar dormindo, surgiu na Igreja que está em Acari, RJ. Depois como o Senhor havia prometido, começou a usar neste mesmo mistério a irmã Erzeni Duarte Vieira, na Igreja que está em Mantena, MG. Outros estão sob promessa de Deus para serem usados neste mistério. Depois de muitas lutas e provas, o irmão Ananias faleceu no dia 18 de julho de 1982,mas as palavras que Deus colocou na sua boca ainda estão se cumprindo entre nós.

    Um fato importante na história da Obra de Deus neste tempo do fim, foi o arrebatamento do irmão Ananias fontes Sindlas, que foi arrebatado ao céu, corpo e espírito; como o Senhor há um ano havia revelado, aconteceu. No dia 20 de agosto de 1971, aproximadamente às 11 horas da manhã, enquanto a sua esposa preparava o almoço, ele que havia chegado do seu trabalho, se deitou para descansar um pouco, e quando a sua esposa o procurou, não o encontrou, sendo que a casa estava fechada, ele havia desaparecido; porém, todos já sabiam que isto aconteceria a qualquer momento, pois o Senhor avisara muitas vezes, mas ninguém sabia a que hora seria, o irmão Ananias havia sido arrebatado, e só no dia 22, domingo, por volta das 20 horas, ele apareceu novamente em sua cama, de onde havia desaparecido.

    É importante lembrarmos que alguns dias antes do arrebatamento do irmão Ananias, o Senhor exigiu que ele jejuasse sete dias consecutivos; ele começou o jejum em um domingo, ficando sem alimentar-se até ao sábado seguinte às dezoito horas.

    O irmão Ananias foi arrebatado em corpo e espírito, e o seu arrebamento foi assim: Ele estava deitado em sua cama e apareceu um varão celestial, que o colocou em um carro celestial todo de fogo, na cadeira que tinha o número 2.071, ele foi levado para um deserto onde a terra é muito branca, e há muitas árvores; e ali o seu corpo ficou em uma caverna guardado por alguns anjos , enquanto o seu espírito foi levado ao paraíso e lá esteve em três cidades: uma cidade muito linda que chovia fogo e brilhava muito, e havia um coral que louvava à Deus constantemente, e o varão celestial lhe disse, que vão para lá os crentes que morrem em comunhão com a Igreja, e os crentes que são salvos, mas morrem fora da comunhão da Igreja, não recebem galardão e vão para as outras cidades que tem menos brilho. Ele percorreu todas as cidades, cantou no coro celestial, em outra língua, e viu a Enoque e Elias, e o varão celestial lhe disse que eles são as duas testemunhas, e virão à terra e morrerão aqui.

    Muitas outras coisas ele viu, mas quando regressou, não lhe foi permitido contar, pois ele quis explicar, mas não conseguia; ele viu também o livro selado com sete selo e lhe foi dito que o livro ainda não foi aberto, mas muito breve será aberto o livro, e os mistérios serão revelados para a Igreja.

    Quando o seu espírito retornou ao corpo para voltar à terra ele sentiu tristeza, porque não queria voltar para este mundo cheio de pecado, mas lhe foi dito que ainda não era tempo de ele ir para lá, o anjo o colocou novamente no carro, na mesma cadeira de número 2.071, e em um instante ele foi deixado em sua cama, estando a casa fechada, a sua esposa havia do ao culto no santuário. Depois que ele chegou, continuou mudo por três dias, e muitas vezes queria falar alguma coisa mas não conseguia, até que passou-se os três dias, e estando o Pastor Jair em sua casa, mandou que ele orasse, e ele sentindo que sua fala havia voltado, dançou de alegria e glorificou o Senhor.

    Passado alguns meses a Igreja estava reunida para subir ao monte, e convidaram o Irmão Ananias para subir também, mas ele disse: Eu estou muito cansado e vou dormir; de fato ele foi dormir e os irmãos partiram para o monte a orar, mas para surpresa de todos, quando lá chegaram, o irmão Ananias estava lá, louvando a Deus e falando em mistério; os irmãos acharam isso estranho, pois o haviam deixado em casa se preparando para dormir, mas antes de deitar-se ele foi ao banheiro que era do lado de fora da sua casa e quando ele saiu do banheiro, antes de entrar em sua casa, veio um relâmpago do céu e ele piscando os olhos já estava no monte, onde a Igreja já estava quase chegando para oração. Isto não é novo pois já aconteceu com Filipe. Atos 8:35,40.

    O irmão Ananias foi muito perseguido e caluniado por ser um vaso de Deus e por ser um homem simples, humilde e analfabeto, mas muitas coisas a Igreja recebeu de Deus através dele. Deus tem falado, não só através do irmão Ananias, mas o Senhor tem muitos vasos sobre a terra para serem usados por ele, e entregarem o seu recado nesta Obra da Restauração de tudo, Deus fala minuciosamente tudo aquilo que precisamos saber. Há muito tempo o senhor dissera: "Acabou o engano na minha Obra". Agora o Senhor usa o profeta dormindo e fala para nós, sem que haja precipitação por parte do profeta.

    O irmão Ananias faleceu no dia 18 de julho de 1982, mas Deus continua cumprindo a sua palavra que nos falou através da boca do irmão Ananias.

    Muitas ordens o Senhor nos deu, usando o irmão Ananias em profecia (dormindo), uma delas foi: Não entregar os nosso pertences a assaltantes, mas clamarmos pelo sangue de Jesus. Assim disse o Senhor: "Clama pelo meu sangue que eu dou a vitória", e com estas palavras muitos irmãos têm sido abordados por assaltantes, mas tem sido guardados por Deus; ao ser abordado o crente diz: HÁ PODER NO SANGUE DE JESUS. Muitas vezes o assaltante ao ouvir estas palavras, tenta acionar a sua arma mas ela não funciona, enquanto outros saem correndo apavorados.

    Estas coisas que estamos contando tem acontecido dezenas de vezes aqui no Rio de Janeiro, com irmãos que militam na Obra da Restauração de Tudo. Tudo isso é para cumprimento da palavra que está escrita no Livro de Apocalipse: "E eles o vencerão pelo sangue do cordeiro e pela palavra do seu testemunho; e não amaram as suas vidas até a morte" (Apocalipse 12:11). "Aqui está a paciência e a fé dos santos, aqui estão os que guardam os mandamentos de Deus e a fé de Jesus" (Apocalipse 14:12).

    Sabemos que cada profeta tem o seu tempo e seu ministério. Já citamos o tempo e o ministério da irmã Elena Coelho de Souza; o tempo e o ministério do irmão Ananias Fontes Sindlas, os quais já dormem com o Senhor. Mas ainda estão em evidência a irmã Erzeni Duarte Vieira e a irmã Maria da Graça de Oliveira Farias. Embora o Senhor tem dado um tempo de descanso à irmã Erzeni, e está usando continuamente a irmã Maria da Graça, mas estas duas irmãs estão em plena vigência de seus ministérios proféticos. São vidas que estão à disposição de Deus, em todos os momentos. E outros vasos estão sendo preparados por Deus, para serem usados no desfecho de sua grande Obra na Terra, quando se cumprirá a palavra do Senhor, que disse: Chegará o tempo que usarei todos os meus vasos; darei mensagem tão dura que o vaso que não estiver preparado, cairá para nunca mais se levantar. Está chegando a hora séria para todos os vasos, porque o Senhor está tirando o atraso da sua Obra.

 

Trecho retirado do livro "A obra de Deus no tempo do fim" do Pastor Manoel Moreira da Silva

   

 

Voltar